Acompanhe os artigos do Blog Grandha sobre beleza, saúde, dicas de penteados, cortes, utilização dos nossos produtos e muito mais. O Blog Grandha conta com especialistas em todas as áreas da tricologia, o estudo do cabelo. O autor e editor do Blog Grandha é o gerente de comunicações da marca, Diego Martins. O consultor técnico é o diretor técnico do Grupo Mart'bel, do qual faz parte a Grandha, para o Brasil e a Europa, Celso Martins Junior, também consultor do programa Bem Estar da Rede Globo, vice-presidente da ABT - Academia Brasileira de Tricologia e professor do curso de pós-graduação em tricologia da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, SP.

Mais Lidos

Nanocristalização: o futuro dos alisamentos saudáveis!

Na próxima Beauty Fair, que acontecerá no Expo Center Norte em São Paulo entre os dias 10 e 13 de setembro de 2011, a Grandha mais uma vez trará consigo uma novidade revolucionária. Depois de mostrar um sistema home care de otimização de cachos na última edição da feira, agora apresentará uma concepção de efeito liso intenso progressivo SEM FORMOL, SEM GLUTARALDEÍDO, SEM ÁCIDO GLIOXÍLICO, SEM CARBOCISTEÍNA OU QUALQUER OUTRO ATIVO PREJUDICIAL À SAÚDE.

É a chamada NANOCRISTALIZAÇÃO – Progressive Liss Conception, um sistema único de polimerização de nanopartículas de sericina sobrepostas, que interagem com polímeros aminofuncionais e ácido hialurônico, cristalizando a estrutura capilar por interferência da ação térmica do secador, regularizando a superfície da fibra e potencializando a textura e o brilho dos cabelos.

O resultado é de reconstrução capilar intensa e de efeito liso progressivo sem danos à saúde.

A NANOCRISTALIZAÇÃO – Progressive Liss Conception estabelece um novo padrão de durabilidade para o efeito liso dos cabelos onde a reparação da estrutura é apoiada por uma cadeia de polímeros de alto desempenho, que facilitam a acomodação da estrutura, proporcionando maior controle estático para os cabelos.

NÃO HÁ CONTRA-INDICAÇÕES.

NÃO É NECESSÁRIO FAZER TESTE DE MECHA.


Conheça o Keraflex Fluid Protein Grandha

Antes de falarmos sobre o Keraflex, gostaria de esclarecer brevemente o que é porosidade.

Quando falamos de cabelos, a porosidade é a condição dos fios de reter água ou qualquer outro líquido. A porosidade depende bastante das condições da cutícula do cabelo, que é a capa externa que cobre o córtex, certo? Quando as cutículas dos cabelos estão danificadas demais, não é errado dizermos que o cabelo esteja poroso, uma vez que passa a reter menos água e torna os fios mais vulneráveis, sem brilho, volumosos e difíceis de controlar.

Os cabelos podem chegar a essa condição de várias maneiras, sejam elas naturais, tais como exposição à água do mar, que é bastante alcalina, exposição muito longa ao sol ou até ventos fortes, assim como podem ser induzidos a essa condição através de processos profissionais: tinturas e descolorações, quaisquer tipos de relaxamento e permanente (que de uma forma geral também dilatam as cutículas para aplicação de ativo no córtex capilar).

No decorrer do tempo, os fios porosos, tenham eles passado por um processo químico ou não, acabam ficando flexíveis demais em razão da enorme quantidade de umidade que absorvem em forma de compensação. Essa condição os torna mais frágeis e faz com que se rompam sem muita resistência, pois as cutículas dos cabelos, em condições normais, sofrem com a ação do tempo à medida em que crescem. As glândulas sebáceas, responsáveis pela lubrificação e proteção dos cabelos ficam aquém da demanda e não conseguem mais envolver os fios por completo, até porque a área do cabelo aumenta bastante com a porosidade.

KERAFLEX FLUID PROTEIN

Para minimizar ao máximo esse transtorno, a Grandha criou o Keraflex, que assim como diz o nome, é uma proteína líquida que atua diretamente nos fios, nutrindo-o e corrigindo seu pH a fim de estabilizar a cutícula do mesmo.

O produto possui uma dosagem enorme de peptídeos de queratina para aumentar sua capacidade reconstrutora. Sua composição conta também com silicones nobres de baixa densidade que otimizam a textura dos fios e aumentam o controle estático dos cabelos.

Bastam algumas borrifadas diretamente sobre os cabelos úmidos. Em seguida, pode-se pentear ou apenas ajeitar com as mãos nos casos das cacheadas. Escovando os cabelos, propicia-se ainda uma maior aderência da proteína nas fibras.

O Keraflex não deve ser enxagüado.

COMPOSIÇÃO: Aqua, Amodimethicone, Trideceth-12, Cetrimonium Chloride, Glycerin, Sodium Laureth Sulfate, Parfum, Acetamide Mea, Dimethiconol Panthenol, Hydrolyzed Hair Keratin, Hyaluronic Acid, Linoleic Acid, Linolenic Acid, Wheat Germ Oil (Triticum Vulgare Germ Oil), Dimethiconol Cysteine, Jojoba Seed Oil (Simmondsia Chinensis Seed Oil), Sorbitol, Tocopherol, Phenoxyethanol, Methylparaben, Ethylparaban, Propylparaben, Butylparaben, Isobutylparaben, Disodium Edta, Hydrolyzed Keratin, Polyquaternium 10, Citric Acid.

O Keraflex Fluid Protein 60ml é vendido na Loja Virtual Mart’bel (www.martbel.com.br/loja) por R$32,00


Celso Martins Junior - Diretor Técnico Grandha.

O Liso e o Ético – por Celso Martins Junior

Produtos alisantes proibidos

Já há algum tempo que o mercado cosmético brasileiro tem sofrido intensas agressões por produtos e agentes químicos proibidos. O desejo inconsciente de muitas mulheres pelos cabelos lisos provoca uma onda de erros e, por que não dizer, delitos que desabrocham os terríveis sentimentos de injustiça e impunidade em nosso meio cosmético. Não era pra ser assim, afinal de contas, trabalhamos no mercado da beleza, mas se recorrermos à história do Brasil, à história do cinema e até mesmo aos aspectos religiosos, podemos sim, estabelecer uma série de conexões entre os tópicos que envolvem esta grande tragédia que assola o nosso meio de trabalho.

Enquanto isso, a fama negativa, bandida e aproveitadora de nosso país se arrasta pelas fronteiras norte-americanas, pela Europa e como se já não bastasse, pela Ásia. Por lá as revistas chamam isso, com um forte ar de desconfiança, de “Escova Brasileira de Queratina” ou se você preferir de “Brazilian Blow Out” e, enquanto isso, muitas cargas e containers enormes de bons produtos brasileiros para relaxamento e alisamento, de empresas sérias e comprometidas se acumulam nos portos do mundo inteiro, condenados pela desconfiança causada pelo descaso, despreparo e por que não dizer pela mediocridade destas “quase empresas”.

Mecanismos alisantes proibidos como o formol ou o ácido fórmico, o glutaraldeído, o ácido glioxílico e até mesmo a oxoacetamide de carbocisteína, desencadeiam situações de absurdo descontrole e imprevisibilidade ao cabelo e estimulam a degradação dos fios a médio prazo por meio da acidificação da fibra capilar. Na maioria das vezes, as más conseqüências se anunciam pela 3ª ou 4ª aplicação, quando a formação de pontes metilênicas (no caso do formol) e de pontes etilênicas (no caso do ácido glioxílico) estimulam a formação de ácido cistêico promovendo um sério desequilíbrio físico-químico à fibra diminuindo muito a resistência mecânica do cabelo a outros processos químicos como colorações e superclareamentos.

Declaro aqui o meu mais profundo respeito e muita admiração por todas as empresas nacionais e multinacionais, que lutaram, venceram e cresceram de forma digna e honrosa, sem tentar burlar ou enganar pessoas fazendo uso destes falsos e proibidos mecanismos alisantes. Parabéns a todos aqueles que jamais abriram mão da ética e de seus valores fundamentais.

E você consumidor, preste muita atenção aos produtos que vão aos seus cabelos!

Meus sinceros cumprimentos.

Quem é Celso Martins Junior?

Técnico Químico e Especialista em Marketing Estratégico pela ESPM – SP, pós-graduado em Gestão Empresarial e em Cosmetologia com extensão em Perfumaria Fina e Tricologia Avançada no TRI – Princeton University. MBA em Cosmetologia com Extensão em Cosméticos Orgânicos e Sustentabilidade pela Escola Balear da Universidade de Palma de Mallorca – Espanha. Gestor de engenharia cosmética para o mercado nacional e europeu da Grandha Professional Hair Care do Grupo Martbel. Consultor técnico para a Wella Professional do Grupo Procter & Gamble Professor do Curso de Visagismo e Terapia Capilar da Universidade Anhembi Morumbi do Grupo Laureate International Universities, para as disciplinas de cosmetologia, químicas capilares, colorimetria e bases alisantes. Diretor Técnico da ABC – Associação Brasileira de Cosmetologia. Revisor técnico do livro ‘Tricologia e Ciência Cosmética Capilar de John Halal’. Amante confesso do bom cosmético.


Page 59 of 60First...585960