Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Mitos e verdades sobre tratamentos capilares. Blog Grandha.

Mitos e Verdades Sobre Tratamentos Capilares

Compartilhe:

Mitos e Verdades Sobre Tratamentos Capilares

Atualmente, a internet é uma grande ferramenta de propagação de conteúdo, sendo consultada para pesquisas e obtenção de informações. Porém, devemos olhar com cautela e parcimônia tudo que nos é apresentado por ela, principalmente quando o assunto é tratamentos capilares.

Se você já pratica atendimentos em tricologia ou terapia capilar, deve ter percebido que muitos clientes e pacientes já chegam até nós munidos de muitas informações que, na maioria das vezes, são equivocadas e não correspondem à realidade científica dos fatos. Essa tem sido a origem dos muitos mitos sobre tratamentos capilares.

Por isso, vamos abordar algumas das principais dúvidas de clientes e pacientes, decifrando os mitos e verdades mais comuns presentes no dia-a-dia e como melhorar e alinhar seu discurso nesses casos.

Suplementos Alimentares que Prometem o Crescimento de 4 cm do Cabelo por Mês

Mito. Essa é uma questão interessante, pois basta abrir as redes sociais e várias celebridades estarão ostentando seus lindos cabelos compridos e direcionando o resultado a algum suplemento. Porém, o que a ciência nos mostra é que no geral, a taxa média de crescimento dos fios é de cerca de 1,0 cm/mês, podendo haver uma variação leve de pessoa para pessoa e entre as etnias.

Indivíduos de afro-descendência mostram um crescimento mais lento e os asiáticos mostram um crescimento um pouco mais rápido, mas nada milagroso como nas propagandas. Trata-se de algo fisiológico, já programado geneticamente, assim como o comprimento dos fios. Sendo assim, não sofrerá grandes alterações.

Cortar as Pontinhas Faz o Cabelo Crescer Mais Forte e Mais Rápido.

Mito. Como já vimos no item 1, a velocidade de crescimento é determinada fisiologicamente. Além disso, o crescimento e fortalecimento dos fios está relacionado à papila dérmica do folículo, onde há células ainda em atividade se multiplicando. Visto isso, o corte das pontas, que já não têm mais atividade celular, não irá interferir nesse crescimento. O corte das pontas pode deixar o cabelo mais saudável, pois quando eliminamos as chamadas tricoses – patologias de fibra – como as pontas duplas, ou nós, temos um cabelo muitas vezes com aspecto mais saudável.

Mitos e verdades: cortar pontinha dos fios melhora o crescimento?

Cortar as pontinhas não faz o cabelo crescer mais forte e mais rápido.

Lavar o Cabelo Todos os Dias Piora a Queda Capilar?

Mito. A frequência de higienização dos fios deve ser realizada de acordo com a produção de sebo e suor de cada indivíduo e com produtos cosméticos adequados à necessidade dele. Algumas pessoas produzem uma quantidade maior de sebo, ou praticam atividades físicas diárias em que há maior nível de transpiração no couro cabeludo e por isso têm indicação para higienizar os cabelos todos os dias.

Um couro cabeludo sujo pode agravar uma patologia já pré-existente, como agravar um quadro inflamatório. A sensação da queda ao lavar os fios geralmente se dá ao fato de que os fios já desprenderam por outros motivos – patológicos ou naturais –, porém, no banho você promoverá um arraste maior e terá a impressão que eles caíram naquele momento, quando na verdade, a queda aconteceu durante todo o dia.

Alopecia Androgenética Não Tem Cura, Mas Tem Tratamento

Verdade. Não temos a capacidade de curar a alopecia androgenética, mas o tratamento correto poderá interromper o avanço da patologia, melhorar a densidade dos fios e reativar folículos em fase quenógena – quando o folículo não está mais produzindo um fio, porém ainda apresenta atividade folicular.

Anestesia Causa Queda de Cabelo

Mito. A queda de cabelo pode ter inúmeras causas como, por exemplo, no pós-parto onde há uma alteração hormonal que afeta diretamente o ciclo capilar, além do estresse provocado pelas preocupações pré e pós-parto. Não há nenhuma publicação científica correlacionando a anestesia em si à queda de cabelo.

Conclusão

Há muitos mitos na internet que não podemos tomar como verdades sobre tratamentos capilares, por isso a importância de sempre verificar a citação científica das fontes e comprovações de tais informações. Assim, conseguiremos melhores resultados e alinhamento às expectativas dos nossos clientes e pacientes.


Referência Bibliográfica:
TOSTI, Antonella. et al. Hair and Scalp Treatments. United States: Springer, 2020.


Thais Magalhães é graduada em Terapia Capilar e pós-graduada em Tricologia e Terapia Capilar Avançada pela Universidade Anhembi Morumbi. Professora universitária na área da Tricologia e Terapia Capilar e docente da Academia Brasileira de Tricologia.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Mulher na praia.

Piscina e Praia: Cuidar dos Cabelos no Clima Quente da Primavera-Verão

Compartilhe:

Piscina e Praia: Cabelos Precisam de Cuidados Especiais

Períodos do ano em que as temperaturas encontram-se mais elevadas e, consequentemente, há maior exposição às radiações UV, águas de piscina e praia, os cuidados corretos com a fibra capilar e com o couro cabeludo são importantíssimos, visando a saúde e beleza dos mesmos.

Os raios ultravioletas – UVA e UVB – estão presentes o ano todo, porém são mais intensos em dias mais quentes e com poucas nuvens. Estes raios danificam a pele, inclusive o couro cabeludo. Pessoas calvas ou indivíduos com rarefação capilar são os mais acometidos, pois os pelos – cabelos – têm como uma de suas funções a de proteção da pele.

Danos no couro cabeludo podem ocorrer, como reações cutâneas representadas pelo eritema – vermelhidão – e prurido – coceira –, alergias e dermatites – processos fotoalérgicos ou fototóxicos – queimaduras, manchas e até mesmo câncer de pele. Na fibra capilar, as radiações ultravioletas geram desbotamento da cor, o que é mais intenso nos cabelos descoloridos, e diminuem a resistência dos fios resultando em cabelos mais fracos e quebradiços.

Mulher negra cuida de cabelo em piscina e praia.

Cuidados específicos em ocasiões de piscina e praia são essenciais.

Águas de Piscina e Praia e Seus Problemas

A águas de piscina e praias são conhecidos vilões quando o assunto é saúde dos cabelos. No caso da piscina, temos dois fatores que merecem atenção: o cloro, substância utilizada no tratamento para tratamento da água, o qual induz a oxidação de proteínas dos fios e desbotamento da cor. O outro fator é cobre, substância presente nos algicidas e/ou encanamentos, que promove o esverdeamento dos cabelos descoloridos. Tais substâncias em concentrações elevadas ou em contato com peles hipersensíveis podem também desencadear e/ou piorar reações no couro cabeludo, causando coceiras e dermatites, por exemplo.

Já a água de praia – salina – predispõe o ressecamento e, consequentemente, maior fragilidade dos fios. O sal também intensifica os danos causados pelas radiações. As temperaturas elevadas predispõem o aumento da secreção das glândulas sudoríparas e sebáceas. Com isso, há maior produção de suor e tendência à oleosidade, fatores que podem afetar a microbiota do couro cabeludo e aumentar a suscetibilidade a caspas, prurido e até mesmo a infecções fúngicas locais.

Mulher cuida de cabelo em piscina e praia.

Cabelos ficam naturalmente fragilizados quando expostos às águas de piscina e praia.

Dicas de Saúde Primavera-Verão

Abaixo, listo algumas dicas para manter a saúde e beleza dos cabelos em épocas mais quentes do ano:

  • A higienização correta e com produtos adequados é primordial. A frequência de lavagens dos cabelos deve ser maior e quantas vezes for necessária. Após o contato com água do mar e/ou piscina os cabelos devem ser lavados o quanto antes e com água na temperatura adequada – evite água quente;
  • Produtos que visam a manutenção da microbiota do couro cabeludo, bem como a hidratação dos fios, são os mais indicados;
  • Tratamentos para os fios visando hidratação e nutrição são bem vindos;
  • A proteção do couro cabeludo e dos fios contra todos estes fatores é importante para prevenir e amenizar possíveis danos;
  • Antes da exposição a radiações ultravioletas, águas de piscina ou praia, é indicado o uso de leave-in específico nos fios;
  • Chapéus e Bonés

    Chapéus e bonés são fortes aliados para amenizar a exposição aos raios UV. Há tecidos no mercado que oferecem proteção UV, aumentando as barreiras físicas.


    Dra. Thalita Rodrigues currículo para o Blog Grandha.

    Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

    Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Acqua Soft Mix Oil Coconut Argan para uso na pele. Grandha.

Água de Coco Para a Pele: Conheça o Acqua Soft Mix Oil

Compartilhe:

Água de Coco Na Pele: Acqua Soft

Assim como o Acqua Soft e sua composição com água de coco, os cosméticos em solução aquosa são muito aceitáveis no mercado, pois não oferecem carga oleosa nem pegajosidade, o que é essencial para os consumidores que vivem em países quentes e tropicais, como o Brasil.

O Acqua Soft é extremamente fluido – mistura homogênea, onde todos os componentes estão dissolvidos –, perfumado, de fácil aplicação e propicia à pele um toque de leveza, sem deixar de fornecer ativos umectantes e com ação anti-inflamatória (VILA & MIRANDA, 2013).

Acqua Soft: Formulação

Esta formulação tem pH fisiológico e possui uma fórmula com ativos cosméticos selecionados de forma inteligente, como por exemplo:

  • PCA-Na – umectante natural que faz parte da pele humana como um dos componentes do NMF (Fator de Hidratação Natural), aumentando a hidratação da pele;
  • Ácido Maslínico – tem ação antienvelhecimento (diminui a perda de água transepidermal e é também um antiaging preventivo), é um potente anti-inflamatório, antioxidante, melhora a maciez da pele, previne manchas e reduz a vermelhidão e queimaduras solares;
  • Calmiskin – atua aliviando as sensações de irritação, eritema, formigamento e calor ao inibir a interleucina-1α, prostaglandina E2 e histamina e regula a microcirculação da pele, além de proporcionar alívio imediato, pois estimula a produção betaendorfinas – “hormônios do bem-estar”, que auxiliam no controle da dor;
  • Óleo Essencial de Lavanda Francesa – um óleo essencial muito conhecido por suas ações analgésicas, anti-inflamatória, ansiolíticas e antidepressivas (ALVES, 2018);
  • Óleo de Coco e Argan – ricos em ácidos graxos, ômegas 9 e 6, são extremamente nutritivos para peles muito ressecadas, facilmente absorvidos, ajudam a reduzir a aparência de linhas finas e rugas, ricos também em ácido láurico que possui ação antisséptica.

Forma de Uso da Água de Coco na Pele

Pulverize o Acqua Soft sobre todo o corpo e rosto, espalhe com as mãos para hidratar e refrescar a pele.

Ideal para

  • Momentos de praia e piscina
  • Após higienização facial, antes do filtro solar, da maquiagem e do hidratante noturno
  • Após os procedimentos de epilação e depilação
  • Após a barba

Ursula Abelan é farmacêutica e bioquímica. Blog Grandha. Água de coco para a pele com Acqua Soft.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Page 10 of 25First...91011...Last

Loja Virtual

Mídias Sociais

Facebook Grandha.

Instagram Grandha

YouTube Grandha