Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Cosméticos orgânicos: o que são de verdade? Por Alessandra Scorse, para o Blog Grandha.

Cosméticos Orgânicos: Como Saber Se São Realmente Produtos Verdes?

Compartilhe:

Cosméticos Orgânicos: O Que São?

Cosméticos orgânicos e tecnologias verdes estão ganhando cada vez mais notoriedade e preferência no mercado cosmético, mas é de fundamental importância conhecer os termos e atributos que caracterizam estes produtos. Assim, podemos entendê-los com propriedade, indo além do nome comercialmente atraente. Vamos então dividir o tema em dois tópicos para facilitar o entendimento do termo “orgânico” e, posteriormente, sua aplicabilidade nos cosméticos.

Composto ou Origem?

Composto Orgânico

Em química, compostos orgânicos, de forma geral, possuem o elemento carbono na sua estrutura. Portanto, química orgânica estuda os compostos orgânicos que podem ser de origem natural, ou não. Na direção oposta, a química inorgânica apresenta compostos que não possuem o elemento carbono na sua estrutura.

Origem Orgânica

São produtos de fonte natural, que possuem cultivo adequado desde a plantação até a colheita, através de um sistema especial de produção. Empresas especializadas emitem a certificação de origem orgânica para produtos que seguem critérios como preservação do meio ambiente, sustentabilidade e certos padrões de procedência.

Constituição Química dos Cosméticos Orgânicos

Exemplificando, na química orgânica temos o grupo dos ácidos carboxílicos – COOH –; todos são compostos orgânicos e possuem o elemento carbono em suas estruturas, mas isto não significa necessariamente que são produtos de origem orgânica. Na sua maior parte, os cosméticos orgânicos são constituídos de matérias primas certificadas como de origem orgânica, e devem seguir todas as diretrizes de produção para obtenção do certificado de produto orgânico.

Alguns critérios como sustentabilidade, tipos de embalagens e rotulagens específicas são essenciais e, por isso, determinadas pela empresa certificadora. Inevitavelmente, estes fatores elevam o custo dos produtos, o que pode ser um fator impeditivo à ampliação de oferta de cosméticos orgânicos no mercado.

No Brasil, não existe uma regulamentação específica para estes produtos. Entretanto, empresas certificadoras validam todo o processo de produção e emitem um certificado de “produto orgânico” com o nome da empresa certificadora, a fim de garantir a procedência dos produtos. Por isso, esteja atento e certifique-se antes da compra se o produto é realmente orgânico.


Referências:
http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/organicos
Romero, Valéria, et al. “Diferenças entre cosméticos orgânicos e naturais: literatura esclarecedora para prescritores.” Surgical & Cosmetic Dermatology 10.3 (2018): 188-193.
Flor, Juliana, et al. “Cosméticos Naturais, Orgânicos e Veganos”. Cosmetics & Toiletries 31 (2019) : 30-36


Alessandra Scorse, autora do blog Grandha.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.

Outros Artigos