Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Compartilhe:

Grandha Contra o Formol

Iniciativa da Grandha a transformou em referência na luta contra o uso de substâncias ilegais em alisamentos.

Conscientização aos profissionais e consumidores

O projeto Grandha contra o Formol nasceu de uma iniciativa da equipe de comunicação da Grandha no ano de 2012.

O objetivo era comunicar com clareza por que não trabalhamos com formol e de que formas ele pode agredir a estrutura capilar e a saúde das pessoas.

Clique no botão abaixo para conhecer este mercado negro.


Formol e os Cartéis dos Alisamentos

Cientes de nossa responsabilidade em alertar os profissionais e consumidores acerca dos perigos do formol, produzimos em abril de 2012 um curta-metragem sobre o mercado ilegal que sustenta essa droga.


O Que é o Projeto e Por Que Foi Criado?

mais de uma década, o mercado cosmético brasileiro tem sido pujantemente atingido pelo uso absurdo e criminoso de formol como ativo químico em alisamentos capilares.

Nos últimos tempos, o Brasil passou a prestar mais atenção nesse assunto em decorrência da veiculação de reportagens e matérias sobre o formol em importantes redes de televisão.

Apesar disso, e embora muita gente já soubesse dos riscos do uso dessa e de outras substâncias ilegais, na maioria dos salões do país – e não somente nos salões humildes e pequenos das periferias – a aplicação desses produtos fabricados em fundo de quintal simplesmente continua.

Desde o início da propagação da praga do formol, a Grandha vem combatendo ativamente seu uso com um forte trabalho educacional e de troca de experiências e ideias com o profissional cabeleireiro.

Para denunciar o uso criminoso de formol:
cosmetovigilancia@anvisa.gov.br

formol10

Como saber se o alisante tem formol?

Os produtos que contêm formol, quando aquecidos, liberam uma fumaça tóxica muito densa.

Ao esfregar uma pequena porção do produto alterado nas mãos, o cheiro do formol aparecerá.

Nenhum procedimento legal, aplicado corretamente, causa dor, ardência, espirros, tosse ou irritações.


Já Apliquei Formol. Tem Solução?

Depende. O que torna possível ou não a recuperação dos fios é a quantidade de aplicações já realizadas. Os cabelos só podem ser recuperados com muita nutrição e hidratação.

A cada aplicação a degradação do cabelo é potencializada. O cabelo fica dependente do formol, uma vez que a impermeabilização dos fios torna cada vez mais difícil a absorção de água, nutrientes e até mesmo do próprio formol, sendo assim, é preciso sempre um produto mais forte para manter a aparência externa. Isso leva o cabelo a um caminho que pode não ter volta.


Alternativas Legais e Saudáveis Para Alisamentos

Tioglicolato de AMP (Amino Metilpropanol)

O Tioglicolato de AMP (Amino Metilpropanol) é uma síntese do ácido tioglicólico e do amino metilpropanol. O inovador Tioglicolato de AMP é uma patente exclusiva da Grandha. Atua de uma forma incrível, reduzindo o volume, efetiva e progressivamente, sem escova ou chapa térmica, sendo indicado para:

  • Todos os tipos de cabelo, processados ou não com químicas diversas, desde que em condições saudáveis mediante comprovação técnica.

Cisteamina de Sódio

A Cisteamina de Sódio – Cisteamine Na50 – é o primeiro composto híbrido para transformação capilar em todo o mundo.
Ampliando as possibilidades de compatibilidade do Hidróxido de Sódio, a Cisteamina de Sódio realiza alisamento e também cachos.

Cisteina + Hidróxido de Sódio = Cisteamina de Sódio
Ácido fraco + Base forte = Sal + Água

Reação de Neutralização:

  • pH 7 ~ 7,5

A Verdade Sobre o Mercado Negro do Formol

Você sabia que a responsabilidade legal pelo uso de formol no salão é somente do profissional responsável pelo estabelecimento?

Os fabricantes de produtos que contêm formol não o adicionam na formulação oficial. Para todos os efeitos, o produto sai limpo da fábrica e o formol é adicionado depois, de forma clandestina, em fundos de quintal e distribuído a partir de micropontos de mistura.

formol20

Ciclo Vicioso do Formol