Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Óleo de Abacate: Por que e quando devo usar? Por Tony Castro. Blog Grandha.

Óleo de Abacate: Por Que e Quando Devo Usar?

Compartilhe:

Quando Devemos Escolher o Óleo de Abacate?

O Óleo de Abacate é largamente utilizado em tratamentos terapêuticos. Muito conhecido por ser um excelente veículo – carreador – de condução de ativos de óleos essenciais no conceito da aromaterapia.

No entanto, suas características, que se assemelham às estruturas lipídicas da pele, possibilitam aplicações tópicas com pouquíssimas restrições de uso. Primeiramente, gostaria de enfatizar que alguns cuidados precisam ser tomados.

Óleo de Abacate: Por que e quando devo usar? Por Tony Castro. Blog Grandha.

Estruturas do óleo de abacate e dos lipídios da nossa pele são similares.

Cuidados Antes do Uso do Óleo de Abacate

  • Que os óleos vegetais sejam puros, não havendo nenhum aditivo em sua formulação, tais como corantes e conservantes;
  • Que estejam em embalagem adequada, com finalidade de proteger a fórmula, visto que não devem ter conservantes;
  • Que estejam dentro do prazo de validade;
  • Que sejam sempre armazenados em lugar limpo;
  • Que estejam ao abrigo da luz.

Bom, tendo observado estas questões primordiais, há que se entender que estes óleos não são somente carreadores, mas também ativos com propriedades terapêuticas.

Características Fundamentais do Óleo de Abacate

A extração do Óleo de Abacate se dá por prensagem a frio, podendo ser retirado da polpa, casca e semente. Sendo que, naturalmente, nele encontram-se minerais, compostos lipídicos e fenólicos que podem variar de acordo com a parte da fruta da qual foi extraído, além da espécie, quimiotipos e geotipos.

Óleo de Abacate: Por que e quando devo usar? Por Tony Castro. Blog Grandha.

Óleo de Abacate possui uma vasta composição mineral.

Composição Mineral

Minerais do Óleo de Abacate

  • Ca (cálcio)
  • Fe (ferro)
  • Zn (zinco)
  • Cu (cobre)
  • K (potássio)
  • Mg (magnésio)
  • Na (sódio)
Óleo de Abacate: Por que e quando devo usar? Por Tony Castro. Blog Grandha.

Analisando somente dois dos componentes minerais, já conseguiremos ter uma noção da importância deste óleo vegetal de abacate em aplicações terapêuticas e o porquê dele ser tão largamente utilizado por aromaterapeutas, terapeutas capilares, esteticistas e profissionais de outras áreas de saúde, beleza e bem-estar.

A carência do Zn (zinco) pode desencadear queda capilar, perda qualitativa das hastes, tornando-as mais ressecadas, além de deixar as unhas quebradiças, disformes e opacas. No organismo, o zinco auxilia o crescimento infantil, ajuda a regular a função da tireoide, possui ação antioxidante, melhora a capacidade imunológica e favorece a absorção da vitamina A.

Já o mineral Cu (cobre) é um oligoelemento essencial ao organismo dos seres vivos. Auxilia na formação de algumas células sanguíneas, hormônios e reações enzimáticas. Aumenta a resistência imunológica, melhorando a absorção de Vitamina C e participando da produção de glóbulos brancos. Possui ação antioxidante e favorece a síntese de colágeno e elastina.

Óleo de Abacate: Por que e quando devo usar? Por Tony Castro. Blog Grandha.

Por ser um óleo muito completo, as possibilidades de aplicação do óleo de abacate são muito amplas.

Alguns estudos demonstram que compostos fenólicos existentes no abacate são encontrados em maior quantidade na casca e na semente do que na polpa. Estes compostos dão ao óleo vegetal de abacate propriedades antioxidantes, podendo variar de acordo com a espécie, quimiotipos e o geotipos.

A presença de tocoferol – Vitamina E – reforça estas propriedades antioxidantes e auxilia no combate à ação dos radicais livres. Também sua alta concentração de beta-sitosterol lhe confere propriedades bactericida, anti-inflamatória e antiviral.

A Vitamina A, também presente neste óleo, auxilia na manutenção e equilíbrio da pele. E, para finalizar, ainda temos os benefícios resultantes da Vitamina D, que ajuda a amenizar marcas de expressão, favorece a tonificação da pele e reduz a flacidez epidérmica. Também favorece a recuperação dos tecidos lesionados e reduz a incidência de acnes.

Possibilidades de Uso

  • Antioxidante para pele e cabelos
  • Preservação da água – hidratação – da pele e cabelo;
  • Melhorar a qualidade de pele em protocolos anti-age;
  • Contra disfunções do couro cabeludo e pele – psoríase e dermatites – por sua capacidade anti-inflamatória;
  • Composição de sinergias para cuidados terapêuticos auxiliares, para o aumento da resistência imunológica;
  • Atuação conjunta com óleos essenciais e vegetais para auxiliar no tratamento das disfunções das unhas.

Portanto, o Óleo de Abacate é um excelente ativo para aplicação na terapia capilar, estética corporal, facial e podal. Suas propriedades são muito peculiares e ao mesmo tempo favorece uma notável sinergia com uma diversidade de óleos essenciais.

Quando penso em descrever as principais propriedades, dentre tantas, do óleo vegetal de abacate, o que me vem à mente é: anti-inflamatório, antiviral, antioxidante e repositor lipídico.


Tony Castro é educador Técnico Grandha, formado em Terapia Capilar pela Academia Brasileira de Tricologia e em Terapias BC pela Ask Education, atua há mais de 20 anos como profissional da beleza.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.

Outros Artigos

Faça Uma Avaliação Capilar Gratuita!Nossa Equipe Técnica analisará as condições gerais do seu cabelo e indicará procedimentos para atingir os resultados que você deseja.