Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
18-MEA é lipídeo importante para a fibra capilar.

18-MEA: Lipídio Muito Importante Para a Fibra Capilar

Compartilhe:

18-MEA: Lipídio Essencial Para os Cabelos

Você certamente já ouviu falar do 18-MEA, um lipídio que fica aderido à superfície da fibra capilar. Mas você sabe por que ele é tão importante para os nossos cabelos? O 18-MEA é um ácido graxo de cadeia carbônica longa, fortemente ligado à camada mais externa da cutícula. Sua presença torna a superfície da fibra mais hidrofóbica, retardando a penetração da água no fio e preservando suas propriedades como penteabilidade, proteção, etc.

18-MEA Age Contra a Porosidade nos Fios

O 18-MEA é um lipídio que funciona como um lubrificante, diminuindo o atrito entre os fios. Sua ausência influencia a percepção sensorial dos cabelos, tornando-os secos ao tato ou apresentando dificuldade no pentear [1,2]. Procedimentos de transformação química, bem como o manuseio comum no dia-a-dia, como lavar e escovar, podem causar a perda destes e outros lipídios, tornando os cabelos mais porosos.

Uma vez removidos, a fibra fica com maior afinidade com a água – torna-se mais hidrofílica – e, por consequência, com outros produtos cosméticos. Ainda, o interior da fibra – córtex – fica mais suscetível a danos [2,3]. Na prática, isto significa que sem essa barreira lipídica, a velocidade de reação tende a aumentar nos procedimentos químicos, podendo danificar mais a fibra além da perda de lipídios que já se deu.

Mulher asiática escova cabelo com produto com 18-MEA.

Sem a barreira lipídica do 18-MEA, a velocidade de reação tende a aumentar nos procedimentos químicos e isso pode danificar a fibra capilar.

Diminuição de 18-MEA em Cabelos Coloridos e Descoloridos

Estudos demonstram que procedimentos como clareamento e coloração promovem a diminuição do nível de 18-MEA com o aumento da quantidade de ácido cisteico. Este ácido se origina da oxidação química da cistina, um aminoácido que contribui para a resistência mecânica e elasticidade dos nossos cabelos. Este dano é cumulativo, à medida em que o cabelo é submetido a descolorações e procedimentos subsequentes.

Pensando nisto, fica fácil entender por que a ausência do 18-MEA também promove alterações nas propriedades mecânicas dos nossos cabelos, como aumento da fragilidade e da quebra [2]. Ainda, os níveis de lipídios nos fios – mesmo naqueles não tratados quimicamente – diminuem na extremidade mais próxima à raiz – mais lipídio – e as pontas – menos lipídio. Isto ocorre na direção à ponta do cabelo, onde os efeitos diários do desgaste se acumulam [4].

Conclusão

Por isso, para manter a saúde capilar, é muito importante o uso de produtos que repõem esta estrutura lipídica protetora e ainda, como consequência, compensem outras perdas que naturalmente ocorrem ao longo do dia. Muitos cosméticos, dentre eles os condicionadores e finalizadores, procuram mimetizar (imitar) esta barreira lipídica tão essencial para a integridade dos nossos fios. Como o desgaste diário ocorre em todos os tipos de cabelos, isso vale também para os cabelos naturais.

Protocolos Sugeridos

Cabelo Poroso e/ou Descolorido

Higienização do couro cabeludo: Shampoo D.Tox
Higienização da haste: Shampoo Straight
Condicionamento: Condicionador Straight
Finalização: Out Frizz e Building Fiber

Cabelos Cacheados Tipo 4

Higienização do couro cabeludo e haste: Shampoo Co-Washing
Condicionamento: Máscara T4 Mask
Finalização: Leave-on T4 ou Liquifying Oil Vector


Referências:
[1] CR Robbins. Chemical and physical behavior of human hair. New York: Springer-Verlag 2012.
[2] Y Masukawa, H Tsujimura, H Tanamachi, H Narita, G Imokawa. Damage to Human Hair Caused by Repeated Bleaching Combined with Daily Weathering during Daily Life Activities. Exog Dermatol 2004;3:273–281.
[3] R Kon, A Nakamura, N Hirabayashi, K Takeuchi. Analysis of the damaged components of permed hair using biochemical technique. J Cosmet Sci 1998; 49:13–22.
[4] CR Robbins, Kelly CH. Amino acid composition of human hair. Text Res J 1970; 40:891–896.


Dra. Cibele Lima é autora do Blog Grandha.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Mulher triste com cabelo cacheado ressecado.

O Que Fazer Com Seu Cabelo Cacheado Ressecado?

Compartilhe:

Cabelo Cacheado Ressecado é Problema Comum

Se você tem cachos há algum tempo, sabe da dificuldade para mantê-los bem cuidados. Ficar com o cabelo cacheado ressecado é muito comum se os cuidados essenciais não são seguidos com a frequência necessária.

Por isso, eu estou aqui hoje para falar sobre como otimizar os cachos, suprindo suas necessidades hidrolipídicas – água e óleo. Neste contexto, introduzo um produto que tenho utilizado em meu salão, com resultados incríveis: Vector Force T3 Mask, uma máscara especial para cachos tipo 3, como os meus.

Vector Force T3 Mask: Fim do Cabelo Cacheado Ressecado

Como disse anteriormente, a grande dificuldade do cabelo cacheado ressecado é a incapacidade de manter seus suprimentos de água e óleo em dia. É aí que o Vector Force T3 Mask faz um ótimo trabalho.

Com a sinergia dos óleos de avelã, macadâmia e amêndoa, sua composição é bioidêntica à estrutura do nosso fio de cabelo cacheado de tipo 3. Por isso, a permeação e a aplicação ocorrem de forma a trazer melhores resultados quanto à definição e retenção hidrolipídica.

Óleo de amêndoa é fonte importante de gorduras boas para o cabelo cacheado ressecado.

O óleo de amêndoa trabalha em sinergia com outros componentes para prover uma estrutura bioidêntica ao fio de cabelo cacheado.

Além disso, há a tecnologia do 18-MEA, um cimento intracuticular. Ele é capaz de restaurar a parte externa do nosso fio, que perdemos naturalmente. Isso acontece porque o cabelo cacheado possui um nível de porosidade mais elevado. Essa máscara está incrível e já é sucesso no meu salão porque nós a temos aplicado de uma maneira especial.

Passo a Passo da Aplicação do Vector Force T3 Mask

Lavamos o cabelo, fazendo toda a higienização com o Vector Force Shampoo. Na sequência, seguimos à aplicação da máscara Vector Force T3 Mask no cabelo bem molhadinho, sempre realizando a fitagem. Essa técnica que chamamos de fitagem promove uma “memorização” física da nova forma.

Após estes passos básicos, faço uma pausa de 5 a 7 minutos, conforme a necessidade do fio e realizo um novo enluvamento. O produto deve ser aplicado em pouca quantidade, mas vale ressaltar a importância do cabelo estar bem molhadinho. Se necessário, na hora de uma segunda massagem, aplico um pouquinho de água com o borrifador.

Vector Force T3 Mask é ideal para tratar o cabelo cacheado ressecado.

Vector Force T3 Mask traz uma composição de óleos essenciais e 18-MEA, ideal para o cabelo cacheado do tipo 3.

Para cabelos mais sensibilizados, por exemplo um cabelo cacheado ressecado por conta de descoloração, adiciono ao tratamento a nova versão da ampola Building Fiber. Este produtos conta com uma nova cargas de óleos, queratina e 18-MEA.

Essa composição promove uma hidratação bem profunda e uma melhora significativa da retenção hidrolipídica e aumento do nível de reconstrução. Tudo isso num só tratamento.

Cabelo Cacheado Ressecado Precisa de Muita Água e Óleos

Dentro do cronograma de tratamento do cabelo cacheado, é importante criar uma rotina de reposição e manutenção de um suprimento mínimo de água e óleos. Não basta um ou outro; ambos são fundamentais. Com isto, você vai manter bem longe a porosidade e o ressecamento.


Débora Sampaio é técnica master, embaixadora nacional Grandha e terapeuta capilar pela Academia Brasileira de Tricologia (ABT). Especialista em cabelos ondulados, cacheados e crespos; estudante de biomedicina e proprietária do Studio Ísis Sampaio em Limeira, SP.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Loja Virtual

Mídias Sociais

Facebook Grandha.

Instagram Grandha

YouTube Grandha