Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Crescimento capilar: confira 3 protocolos estéticos para crescer cabelo.

Crescimento Capilar: Protocolos com Chá Verde e Fatores de Crescimento

Compartilhe:

Crescimento Capilar

Dentre as condições que requerem tratamentos especializados para crescimento capilar, podemos destacara as alopecias – queda capilar excessiva –, as quais são, em geral, um grande problema para os profissionais das áreas da estética, saúde e bem-estar, por se tratarem de uma desordem multifatorial. A alopecia é uma condição extremante incômoda e pode sinalizar vários problemas de saúde do paciente.

Elaborar protocolos estéticos eficientes e seguros é um grande desafio e essa capacidade diferencia o posicionamento do profissional no mercado estético capilar, independentemente de sua formação profissional. Porém, o manuseio de algumas ferramentas que estão disponíveis no mercado, como laser, LED, argiloterapia, aromaterapia, cosmiatria, etc., requer do profissional uma formação específica.

Sobre protocolos de estímulo, é importante salientar que para realizar tal processo é necessário o diagnóstico de um couro cabeludo íntegro e com condições fisiológicas para receber cargas variadas e contínuas de estímulos. Desta forma, os fios crescerão saudáveis.

Cosmecêuticos com Fatores de Crescimento

Sabemos da importância dos cosmecêuticos nessa etapa do ciclo de cuidados e, pensando nisto, trago como sugestão a união de ativos cosméticos que possuem mecanismos de ação diferenciados e se somam – sinergia. Confira abaixo:

Chá Verde e Chá Preto para Cronograma Capilar.

Green Tea e Black Tea, de Alkymia di Grandha.

Green Tea Hair & Scalp Therapy Alkymia di Grandha: Possui o extrato glicólico de chá verde, que age sobre o couro cabeludo por ação dos seus polifenóis, diretamente na papila dérmica por efeitos proliferativos, anti-apoptóticos e prolongamento da fase anágena (KWON et al, 2007). Conta também com óleo essencial de hortelã pimenta, que estimula e tonifica o metabolismo.

Magma Power Growth Factors, Urbano Spa Black. Grandha Hair Therapy, lançamento em 12/03/2018, no Centro Técnico Mart'bel.

O Magma Power Growth Factors possui fatores de crescimento.

Magma Power Growth Factors Urbano Spa Black: Combinação de três fatores de crescimento nano-encapsulados:

IGF – Fator de Crescimento Insulínico

  • Reverte a atrofia folicular e aumenta o tamanho dos folículos em poucos dias de uso. Acelera o processo de mitose e melhora o rendimento capilar;

VEGF – Fator de Crescimento Vascular

  • Citocina angiogênica de ação vasodilatadora. Reverte a atrofia folicular induzida pela DHT, aumenta o tamanho e melhora o desenvolvimento dos folículos;

BFGF – Fator de Crescimento Fibroblástico

  • Ação fortificante no aumento da síntese de proteínas de ancoragem.


Sugestões de Protocolos de Crescimento Capilar

Protocolo 1

Couro cabeludo normal – higienizar o couro cabeludo com o Black Pearl Shampoo, condicionar com Coacervado Ultra Resist e finalizar aplicando o Green Tea Hair & Scalp Therapy, com leve massagem. Aguardar a absorção e aplicar o Magma Power Growth Factors. Não enxaguar.

Protocolo 2

Couro cabeludo oleoso – higienizar o couro cabeludo com o D.Tox Shampoo, condicionar com o Dry Confort Conditioner e finalizar aplicando o Green Tea Hair & Scalp Therapy, com leve massagem. Aguardar a absorção e aplicar o Magma Power Growth Factors. Não enxaguar.

Chá verde exerce ação fortalecedora no crescimento capilar.

O chá verde exerce ação fortalecedora e estimulante do folículo piloso, promove crescimento e combate radicais livres em todo o sistema capilar.

Protocolo 3

Couro cabeludo normal – 2 gotas de óleo essencial de alecrim, 2 gotas de óleo essencial de pimenta rosa, 1 gota de óleo essencial de tomilho, 5 ml de óleo vegetal de calêndula e 5 ml de óleo vegetal de avelã. Aplicar sobre o couro cabeludo, aguardar tempo de pausa e higienizar com o Tonific Shampoo, condicionar com o Amino Complex Urbano Spa Blues. Não enxaguar e finalizar, aplicando o Green Tea Hair & Scalp Therapy, com leve massagem. Aguardar a absorção e aplicar o Magma Power Growth Factors. Não enxaguar.


Ursula Abelan é farmacêutica e bioquímica. Blog Grandha. Água de coco para a pele com Acqua Soft.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Proteção térmica para os cabelos com secador e chapinha.

Proteção Térmica Para os Cabelos: Você Sabe Escolher a Certa?

Compartilhe:

Proteção Térmica é Fundamental

Você utiliza proteção térmica no dia a dia? Sempre ouvimos falar que altas temperaturas podem danificar os nossos cabelos e isso já está cientificamente comprovado [1]. Mas você sabe identificar quais componentes uma formulação precisa apresentar para realizar uma proteção térmica adequada no seu cabelo? Existem técnicas específicas que são utilizadas para comprovar e identificar quais matérias-primas são as mais indicadas para proteger nossos cabelos da ação do calor.

Vários Produtos Podem Realizar Proteção Térmica

Nas prateleiras de perfumarias e salões de beleza, nos deparamos com vários tipos de produtos comercializados como protetores térmicos. Mas, muitas vezes, o produto, embora não sinalizado, pode ter este efeito. Por exemplo: sabe aqueles produtos finalizadores para modelar os cachos? Normalmente eles possuem matérias-primas para proteção térmica, pois devem suportar também o calor do secador com o difusor.

Uma busca rápida por produtos desta categoria, em lojas de cosméticos, revela a oferta de blends – sílica reparadora –, máscaras, condicionadores, leave-on, sprays, mousses, sérum, jato a seco, óleos, etc. Esta variedade de tipos disponíveis vêm ao encontro das necessidades de cada consumidor, com base no seu tipo de cabelo, intenção de investimento e preferência por determinadas marcas.

Proteção térmica para os cabelos com secador e chapinha.

As matérias-primas mais utilizadas como protetores térmicos são os polímeros, dentre eles os silicones.

Matérias-Primas Mais Utilizadas

As matérias-primas mais utilizadas como protetores térmicos são os polímeros, dentre eles os silicones. Estas matérias-primas apresentam alta estabilidade térmica e capacidade de adesão às cutículas – camada externa – dos nossos fios. Sim, de fato, para uma boa eficiência na proteção contra altas temperaturas, o protetor térmico deve permanecer aderido à cutícula para “amortecer” a transferência de calor do dispositivo – seja secador, baby-liss, chapinha, etc. – para a fibra e, assim, não prejudicar também o córtex – estrutura interna. Neste sentido, existem várias matérias-primas disponíveis no mercado para o desenvolvimento de cosméticos para proteção térmica. Porém, selecionei algumas as quais julgo interessantes na confecção desta matéria.

Proteção Térmica com Silicones

Silicones aminofuncionais, como amodimethicone – e seus derivados – são bastante utilizados. Contudo, muitas vezes estão associados ao cyclopentasiloxane, um outro silicone que também é eficaz contra agressão térmica. Então, você pode estar se perguntando: o que difere estes dois em termos de estrutura química? Qual deles é melhor?

Na verdade, ambos são relatados na literatura como formadores de filme sobre a cutícula, mas o amodimethicone, presente tanto no Revitamax Home Care, quanto no Straight System Home Care, possui grupos “amino” ligados em sua molécula, os quais conferem afinidade com a queratina dos nossos fios, promovendo também resistência à fibra capilar. Já o cyclopentasiloxane se adere à superfície por outro tipo de interação. São os casos do Premium Vital Supply Mix Oil Coconut & Argan e do Out Frizz Oil Repair.

Outros tipos de polímeros, como os da classe do polyquartenium, já demonstraram níveis de proteção térmica em estudos científicos. É o caso do polyquartenium-55, muito utilizado em produtos para modelagens dos cachos. Copolímeros como o VP/acrylates/lauryl methacrylate e o VP/DMAPA acrylates também podem ser encontrados nos rótulos destes produtos.

A maioria destas matérias-primas está associada a outras, com o intuito de alterar as propriedades da haste, como brilho e penteabilidade – redução de frizz. Esta última impacta a eficiência da proteção térmica, pois favorece o deslizamento do dispositivo térmico nas mechas de cabelo e, assim, diminui o tempo de contato e exposição ao calor emanado por estes dispositivos. Daí vale a dica pela busca de produtos multifuncionais!

Conclusão

Vamos combinar uma coisa: quando você tiver dúvida no momento da compra de um protetor térmico, dê uma boa conferida na composição do produto, descrita na embalagem, para observar a presença de alguns destes componentes.


Referências:

1. Y Zhou et al. The effect of various cosmetic pretreatments on protecting hair from thermal damage by hot flat ironing, J Cosm Sci 62:265–282, 2011.

2. CRRC Lima. Caracterização físico-química e analítica de fibras capilares e ingredientes cosméticos para proteção (Tese). São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

3. T O’Lenick. Anionic/cationic complexes in hair care, J Cosmet Sci 62: 209-28, 2011.


Dra. Cibele Lima é autora do Blog Grandha.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Mitos e verdades sobre tratamentos capilares - parte 2.

Mitos e Verdades Sobre Tratamentos Capilares: Parte 2

Compartilhe:

Mitos e Verdades Sobre Tratamentos Capilares: Parte 2

Estou de volta com mais uma matéria para te ajudar a não cair nas armadilhas da internet, ou dos “saberes populares”, quando o assunto for “tratamento capilar de sucesso”. Essa é a continuação do tema Mitos e Verdades Sobre Tratamentos Capilares. Clique aqui para conferir a primeira parte!.

Aproveito para lembrá-los que todo o nosso conteúdo é referenciado em artigos científicos. Ou seja, é uma ótima fonte para te ajudar a filtrar todas as informações que você recebe sobre este e outros assuntos. Provavelmente, você já ouviu pelo menos uma das afirmações que estarão nos próximos tópicos mas, afinal, isso tudo é mito ou verdade, segundo a ciência?

Mitos ou Verdades: 1) Usar Chapéus ou Bonés Por Muito Tempo Causa Queda Capilar

Mito. Apesar de há tempos serem apresentados como possíveis causadores da calvície, essa é mais uma “lenda urbana” sobre o real desenvolvimento da queda genética. Um estudo recente publicado em 2017, evidencia que o uso de bonés por pacientes com alopecia androgenética não tem qualquer relação com o aparecimento deste quadro e perceberam também neste estudo que os pacientes com quadro mais avançado eram os que tinham, na verdade, pior qualidade de vida.

Vale ressaltar que o uso constante do chapéu pode, sim, agravar quadros de dermatite, caspa ou seborreia preexistentes que, por consequência do aumento do calor, podem se tornar fatores agravantes para a calvície, mas não são os seus causadores.

Mitos ou verdades: chapéu e boné causam calvície?

Estudos recentes evidenciam que o uso de bone ou chapéu não tem relação direta com o aparaceimento de alopecia andogrenética.

Mitos ou Verdades: 2) O Estresse Pode Causar Queda de Cabelo

Verdade. Assim como citamos no primeiro item, está comprovado cientificamente, por diversos estudos, que o estresse tem a capacidade de alterar a química do corpo e consequentemente provocar um quadro de queda capilar.

Além disso, recentemente um estudo comprovou que o estresse intenso também pode ocasionar o aparecimento dos cabelos brancos, pois tem a capacidade de interromper permanentemente a produção do pigmento que colore os fios.

3) Colocar Anticoncepcional no Xampu Faz o Cabelo Crescer Mais Rápido

Mito. Sabemos que os hormônios têm uma relação direta com o ciclo de crescimento capilar, porém, de maneira interna, sistêmica. Ao colocar o anticoncepcional no xampu, você não conseguirá obter essa absorção sistêmica adequadamente e ainda estará desestabilizando toda a formulação cosmética do seu produto.

Medicamentos para administração oral não devem ser usados topicamente – além de que toda medicação deve ser prescrita por um médico. A dica é: opte por formulações específicas para terapia capilar, com bons ativos e nada de adulterar seu produto, misturando outras coisas prontas com ele. Sem adulteração, você estará preservando a química cosmética pensada para te trazer bons resultados.

Mitos ou verdades: anticoncepcional no xampu faz o cabelo crescer mais?

Anticoncepcionais diretamente na fórmula do xampu não são absorvidos pelo organismo e ainda prejudicar a funcionalidade do produto.

4) Óleo de Coco Faz Bem Para os Fios

Depende. Essa é uma palavra que utilizamos muito na terapia capilar. Depende de qual óleo estamos falando: o óleo alimentício, que encontramos no mercado e farmácias, ou o óleo dentro de um cosmético capilar? Isso faz toda a diferença! O óleo de coco para fins gastronômicos não tem regulamentação para ser usado como cosmético, o que indica que não é seguro utilizar com essa finalidade, pois ele não foi testado para isso.

Agora, o óleo de coco em uma linha cosmética como, por exemplo, encontramos na linha Mix Oil Coconut & Argan, está registrado como cosmético e foi testado e aprovado para lhe proporcionar a melhor experiência que esse óleo pode entregar para os seus fios e saúde capilar.

5) Camomila Clareia os Cabelos

Verdade. Porém não pense que será possível realizar grandes efeitos de clareamento com a camomila e nem compare com o clareamento obtido por uma descoloração. Os resultados de clareamento que ela proporciona são sutis, porém possíveis. As flores da camomila possuem em sua composição o corante amarelo apigenina. Cosméticos com extrato de camomila podem apresentar cor amarelada devido a este pigmento.

É importante salientar que após várias aplicações, ele tende a acumular-se nos fios e, consequentemente, promove a aparência de tom sobre tom. Este efeito é mais comumente visto em cabelos mais claros. A camomila também apresenta efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes, benéficos para o couro cabeludo. Pode ser encontrada na linha Flowers, da linha Flores & Vegetais.

Mitos ou verdades: camomila clareia o cabelo?

A camomila pode proporciona clareamento, mas de forma bastante sutil.


Referências:

Abbasi J, Abbasi M, Lee CK, Tan CK, Tan ESS, et al. (2017) Cap Wearing and Quality of Life in Patients with Androgenic Alopecia amongst Indian Population. J Comm Pub Health Nursing 3: 169. doi:10.4172/2471-9846.1000169.

Bouillon C, Wilkinson J. The Science of Hair Care. Taylor & Francis. 2005. USA.

Trueb, R. North American virginian witch hazel (hamamelis virginiana): based scalp care and protection for sensitive scalp, red scalp, and scalp burn-out. International Journal of Trichology, 2014.

Lucca PSR, Eckert RG, Smanhotto V, Kuhn LM, Minanti LR. Avaliação farmacognóstica e microbiológica da droga vegetal camomila (Chamomilla recutita L.) comercializada como alimento em Cascavel – Paraná. Revista Brasileira de Plantas Medicinais. 2010;12(2):153-6.

Zhang, B., Ma, S., Rachmin, I. et al. Hyperactivation of sympathetic nerves drives depletion of melanocyte stem cells. Nature 577, 676–681 (2020). https://doi.org/10.1038/s41586-020-1935-3


Thais Magalhães é graduada em Terapia Capilar e pós-graduada em Tricologia e Terapia Capilar Avançada pela Universidade Anhembi Morumbi. Professora universitária na área da Tricologia e Terapia Capilar e docente da Academia Brasileira de Tricologia.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Page 1 of 21123...Last

Loja Virtual

Mídias Sociais

Facebook Grandha.

Instagram Grandha

YouTube Grandha