Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Mulher passa por aplicação de ILIB em consultório.

ILIB: Terapia de Irradiação do Sangue em Doenças Capilares

Compartilhe:

ILIB: Terapia de Irradiação do Sangue em Doenças Capilares

O ILIB ganhou popularidade nos últimos tempos como alternativa terapêutica, com as mais diversas finalidades. O que pouca gente sabe, porém, é que seu uso também é bastante eficiente em doenças capilares e patologias do couro cabeludo. Mas, antes de abordarmos este assunto, vamos esclarecer alguns pontos.

O Que é ILIB?

O ILIB – Intravascular Laser Irradiation of Blood –, também conhecido como terapia de irradiação do sangue, trata-se de um procedimento que expõe o sangue à luz de baixa potência, com fins terapêuticos.

A maior parte dos estudos e pesquisas relacionadas ao ILIB tem sido conduzida na Alemanha e na Rússia. A irradiação do sangue pode ser executada de quatro maneiras distintas: intravenosa, transcutânea, intranasal ou extracorpórea.

ILIB Possui Respaldo Científico

Um estudo [1] realizado na Rússia, em 2015, aponta que em mais de 25 anos de uso de energia laser, numa faixa de 630-640 nm, mostrou que esta frequência influencia diretamente nos parámetros de todas as células no sangue, plasma sanguíneo, processo de coagulação, assim como em todos os componentes estruturais da parede vascular.

Além disso, o ILIB afeta positivamente as células do sistema imunológico, hormônios e os processos de troca do organismo. Assim, não somente melhora as funções do sistema vascular, mas de outras partes do organismo também. Portanto, é capaz de diminuir a incidência de doenças e processos inflamatórios.

Aplicação às Doenças Capilares

Entre os diversos recursos existentes para o tratamento de patologias capilares, um que tem se destacado atualmente é o ILIB. Este procedimento nada mais é do que o uso do laser de baixa potência aplicado de forma sistêmica. Essa prática vai fazer com que o corpo libere substâncias extremamente favoráveis no combate a diversas doenças.

Dentre as substâncias liberadas, destacam-se a Superóxido Dismutase, o Óxido Nítrico e o Citocromo-C-Oxidase. Estas substâncias agem combatendo os radicais livres, que são os principais causadores de inflamação.

Ao fazer a terapia ILIB, o paciente tende a sentir uma melhora da autoestima e também de quadros de insônia. Tudo isso fará com que seu sistema orgânico se capacite a responder a outros tratamentos. Sendo assim, qualquer outro tratamento associado ao ILIB tenderá a apresentar melhores resultados.

Por isso, o ILIB é muito indicado ao tratamento de diversas patologias. Agora, faço também esta indicação para que a terapia ILIB seja aplicada em conjunto com os tratamentos de terapia capilar, como o Urbano Spa Black e Urbano Spa Blue, associados a outros tratamentos que já demonstram resultados comprovadamente benéficos.


Referência:
[1] MIKHAYLOV, VA. The use of Intravenous Laser Blood Irradiation (ILBI) at 630-640 nm to prevent vascular diseases and to increase life expectancy. Laser Therapy, 2015.


Leandro Ferreira é membro da Equipe Técnica Grandha, graduado em terapia capilar, pós-graduado em tricologia, pós-graduando em biofotônica e coordenador do salão Mix Mania Cabeleireiros em Campinas, SP.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Óleos Essenciais e especiarias.

O Que São Óleos Essenciais e Por Que São Chamados Assim?

Compartilhe:

O Que São Óleos Essenciais?

Os óleos essenciais – OE – são utilizados pela humanidade há séculos. Banhos, rituais de beleza e até rituais religiosos; as suas aplicações tem sido muito variadas. Posteriormente, os óleos essenciais passaram a ser utilizados também como fonte terapêutica natural para cura e alívio de dores e doenças.

Os óleos essenciais são compostos aromáticos e voláteis, que podem ser extraídos de raízes, caules, folhas, flores ou de outras partes de plantas aromáticas. Essas extrações podem ocorrer por destilação de arraste a vapor, que é a técnica mais empregada, compressão de vegetais ou uso de solventes adequados.

Mulher faz tratamento de spa com óleos essenciais.

Os óleos essenciais são compostos aromáticos e voláteis, que podem ser extraídos de raízes, caules, folhas, flores ou de outras partes de plantas aromáticas.

Por Que o Óleo Essencial é Chamado Assim?

Sua principal característica consiste na volatilidade. É isso que o difere dos óleos fixos, também conhecidos como óleos vegetais. Alguns exemplos são os óleos de jojoba, abacate, macadâmia, entre outros.

Possuem composição química complexa e, em relação aos óleos vegetais, possuem vantagens adaptativas no meio em que estão inseridos. Essa composição química dos óleos voláteis varia entre as espécies e partes de um mesmo vegetal.

Uma mesma espécie botânica pode ser afetada pelo local de cultivo, condições de coleta, estabilização e estocagem, além dos fatores climáticos. Seus principais constituintes são, principalmente, os derivados terpênicos, como os mono e sesquiterpenos e os fenilpropanoides, que conferem suas características organolépticas, como odor característico.

Possibilidades Dos Óleos Essenciais São Muitas

Geralmente, óleos essenciais são empregados como fragrâncias – ou fixadores de fragrâncias – em composições farmacêuticas e comercializados na sua forma bruta ou beneficiada, fornecendo substâncias purificadas como o limoneno, citral, citronelal, eugenol, mentol e safrol.

Há cerca de 300 óleos essenciais de importância comercial no mundo e o Brasil é destaque na produção, ao lado da Índia, China e Indonésia, que são considerados os 4 grandes produtores mundiais. A posição do Brasil deve-se especialmente aos cítricos, que são subprodutos da indústria de sucos.

Mulher asiática passa óleos essenciais em tratamento estético.

Há cerca de 300 óleos essenciais de importância comercial no mundo e o Brasil é destaque na produção.

O crescente interesse dos consumidores em ingredientes funcionais a partir de fontes naturais está permitindo a aplicação dos óleos essenciais nas indústrias de alimentos, bebidas, produtos de higiene pessoal e cosméticos, com destaque para sua aplicação na área de tricologia e estética.

Cuidados Essenciais na Escolha do Óleo Essencial

Dentre os produtos naturais empregados em abordagens terapêuticas, estes óleos são utilizados frequentemente na aromaterapia e descritos como produtos com grande potencial terapêutico e farmacológico. Por serem altamente concentrados em diversas substâncias químicas, não devem ser aplicados diretamente à pele. É importante utilizar óleos vegetais carreadores para diluição dos mesmos. A utilização direta na pele pode causar alergia, manchas e lesões.

Este tipo de óleo pode apresentar problemas de qualidade, devido à variabilidade da sua composição, condições ambientais e adulteração. Adulterações, por exemplo, podem acontecer através da adição de compostos sintéticos ou óleos essenciais de menor valor ou mesmo da falsificação completa do óleo, com a mistura de substâncias sintéticas dissolvidas num veículo inerte. Portanto, é fundamental a aquisição de produtos de boa procedência, para que sua eficácia terapêutica seja garantida.


Doutora Erica Bighetti, autora do Blog Grandha.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Mulher com máscara de argila branca.

Argila Branca Serve Para Quê? Conheça os Benefícios e Como Usar

Compartilhe:

O Que é Argila Branca?

A argila branca – assim como as argilas, em geral –, é um material natural terroso com composição heterogênea de silicatos hidratados de alumínio, ferro, magnésio, silício, potássio, zinco, entre outros denominados de argilo-minerais (SOUZA, 2006). As argilas usadas nos protocolos estéticos possuem granulometria equalizada. Ou seja, suas partículas sólidas são cuidadosamente preparadas para que tenham tamanho e constituição uniformes.

São classificadas como cosméticos sólidos. Para sua utilização sobre a pele ou couro cabeludo, devem ser dispersas em soluções cosméticas adequadas. Somente assim podem fornecer todos os seus benefícios. Dentre as ações principais que as argilas provocam no tecido dérmico, podemos citar duas: adição e retirada.

Argila Verde e Argila Branca para que serve e como usar?

A argila branca (esq.) é proveniente da alteração de rochas lavadas pela água das chuvas e possui elevada quantidade de alumínio.

Argila Branca Serve Para Quê?

Ao mesmo tempo em que retira resíduos externos e desintoxica superficialmente, a argila branca também promove a nutrição tópica, por meio de liberação de minerais e oligoelementos – formação de enzimas, hormônios e vitaminas. Tais ações a qualificam como um cosmético necessário para o cuidado na estética capilar, facial e corporal.

Sua constituição química está ligada diretamente à cor (FARIA; JALIL, 2019). A argila branca é proveniente da alteração de rochas lavadas pela água das chuvas e possui elevada quantidade de alumínio. É indicada para pele e couro cabeludo sensíveis e delicados, devido às suas propriedades cicatrizantes e pH próximo ao fisiológico. Além disso, também é capaz de controlar a produção sebácea devido à presença do zinco.

Sugestões de Uso

Protocolo refrescante e cicatrizante em peles com rosácea: Após higienização da face, aplique a mistura da argila branca e Amino Acqua Infusion Therapy. Aguarde o tempo de pausa indicado, aplique cosmético hidratante e protetor solar.

Protocolo antioleosidade para pele acneica com fotobiomodulação: Após higienização da face com sabonete contendo ácido salicílico, aplique o LED azul e, em seguida, uma mistura da argila branca e Amino Acqua Infusion Therapy. Aguarde tempo de pausa e finalize com hidratante para pele acneica e protetor solar.

Mulher com máscara de argila branca.

A argila branca é indicada para pele e couro cabeludo sensíveis e delicados, devido às suas propriedades cicatrizantes e pH próximo ao fisiológico.

Protocolo antioleosidade capilar com ledterapia: Aplique o LED nas cores azul e âmbar junto a uma mistura da argila com o Amino Acqua Infusion Therapy. Aguarde tempo de pausa e remova com o Shampoo D.Tox. Finalize com o condicionador Amino Complex Hair Therapy da linha Urbano Spa Blue.

Protocolo para harmonizar couro cabeludo oleoso e haste ressecada: Aplique a mistura da argila branca e Amino Acqua Infusion Therapy somente no couro cabeludo. Na haste capilar, aplique um blend de óleos – abacate, macadâmia e laranja doce. Posicione o vapor de ozônio e deixe atuar por, aproximadamente, 20 minutos. Faça a higienização do couro e fibra com o Shampoo Flowers. Na haste, aplique o Verniz Texture.


Ursula Abelan é farmacêutica e bioquímica. Blog Grandha.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.


Page 1 of 212

Loja Virtual

Mídias Sociais

Facebook Grandha.

Instagram Grandha

YouTube Grandha