Facebook Grandha.
Instagram Grandha
YouTube Grandha
Mitos e verdades: parabeno e outros conservantes em cosméticos.

Mitos e Verdades: Parabenos e Outros Conservantes em Cosméticos

Compartilhe:

Mitos e Verdades: Parabenos e Outros Conservantes

Há muitos anos – e principalmente agora, com a figura da “influenciadora digital” –, circula pela internet a noção de que os parabenos e outros conservantes químicos em cosméticos são, de alguma forma, prejudiciais à saúde do cabelo, ou até mesmo à saúde em geral.

Mesmo respeitando as escolhas de cada um, é importante determinar o que é verdadeiro e o que é falso nessa história toda. Por razões pessoais, algumas consumidoras preferem produtos com determinadas características. Isso não significa, porém, que produtos distintos sejam prejudiciais.

Por isso, hoje vou falar sobre dois mitos muito recorrentes em relação a conservação de produtos cosméticos.

Quase Todos os Produtos Cosméticos Contêm Conservantes

Verdade. Apenas em alguns produtos não se faz necessária a presença de componentes de ação conservante. Alguns exemplos são: sílica reparadora, óleo vegetal puro, óleo essencial puro, especificamente nestes casos os produtos não contêm água em sua composição, por isso não necessitam conservantes. Essas são as poucas exceções.

Mitos e verdades: parabenos e outros conservantes em cosméticos.

Produtos sem adição direta de água em suas composições são as exceções que não precisam receber conservantes como os parabenos em suas fórmulas.

Os Parabenos Podem Ser Utilizados Como Conservantes Cosméticos

Verdade. São associados de parabenos à formulação para conservar os produtos. Note que uso o termo no plural pois, geralmente, os parabenos são encontrados em associações: Methylparaben, Ethylparaben, Propylparaben, Butylparaben e Isobutylparaben, por exemplo.

Atualmente, os parabenos são liberados para uso em cosméticos, sendo necessário respeitar limites de concentração. No Brasil, é preciso seguir as orientações da ANVISA, que estabelece quais componentes e quais limites de concentração podem ser aplicados na composição dos produtos cosméticos.

Você Sabia?

Óleos essenciais não são classificados como conservantes, mas possuem grande ação fungicida e bacteriostática. Estudos científicos comprovam a eficácia destas propriedades em alguns óleos essenciais e já estão sendo associados a outros componentes com a função de agentes conservantes em formulações cosméticas.

Esta tecnologia já é aplicada nas formulações de alguns produtos Grandha. A linha Flores & Vegetais, destinada à terapia capilar, possui esta moderna associação de sistema conservante na formulação de seus produtos.


Matheus Vieira é gerente industrial do Grupo Mart'bel e autor do Blog Grandha. Hoje escreve sobre parabenos.

Acompanhe nossas atualizações e novidades no Facebook Grandha. Hoje Matheus Vieira escreve sobre parabenos.

Grandha Instagram. @grandhabrasil, siga-nos no Instagram.

Outros Artigos